sbagirassol grajau

Quem Somos

A SBA Girassol integra a Sociedade Beneficente Alemã, localizada no bairro do Grajaú, zona sul de São Paulo (SP). Neste espaço funciona nosso centro de educação infantil, o SBA Girassol Kids, que proporciona às crianças não apenas educação, mas também facilita o acesso à saúde, nutrição, lazer e proteção.

Já o centro de formação profissional SBA Girassol Pro promove atividades com o objetivo de contribuir para que os jovens da comunidade tenham melhores oportunidades de ingressar e crescer no mercado de trabalho.

Por que o Grajaú, na zona sul de São Paulo?

O distrito do Grajaú, onde está localizado o centro de educação infantil SBA Girassol Kids e o centro de formação profissional SBA Girassol Pro, pertence à Subprefeitura da Capela do Socorro, na zona sul do município de São Paulo (SP).

Assim como em outras comunidades socioeconomicamente desfavorecidas, um aspecto observado na região é a dificuldade que as mães enfrentam de encontrar um espaço adequado para deixar seus filhos pequenos quando saem para o trabalho. Esse indicador chamou nossa atenção e identificamos a necessidade de criar localmente um espaço em que as crianças recebam educação, cuidado e afeto.

A partir desse foco, o objetivo do SBA Girassol Kids é contribuir com a evolução plena do público infantil, assistido por uma equipe dedicada e atenta à sua formação integral, e respeitando o ritmo de cada um, com um ambiente alegre e feliz.

O forte ritmo de crescimento da população do distrito do Grajaú, na zona sul da capital paulista, não foi acompanhado pelo desenvolvimento de infraestrutura local nas últimas décadas. Em 2006, a região ocupava a 5ª posição do ranking dos 19 distritos com maior vulnerabilidade juvenil da cidade de São Paulo, de acordo com o Diagnóstico da Situação de Violência, realizado pelo Instituto Sou da Paz em convênio com a Prefeitura de São Paulo.

Esse estudo, que permanece como o mais recente sobre o Grajaú, já apontava dois indicadores que motivaram o SBA Girassol Pro a iniciar suas atividades localmente. Um deles é a grande concentração de crianças e adolescentes entre os moradores das comunidades da região. O segundo sinaliza a carência ainda existente de recursos e de equipamentos públicos voltados para recreação, socialização, atividades culturais e esportivas destinadas aos jovens.